Exercícios físicos podem ajudar no tratamento de pacientes crônicos

  • 0
  • 18 de novembro de 2013

A prática de atividades físicas é indiscutível. O hábito de fazer exercícios, seja ao ar livre ou em academias, é difundido por cientistas e recomendado por médicos como o melhor caminho de uma vida saudável. Mas poucos sabem que a prática de atividades físicas pode ajudar pacientes crônicos a manter um elo saudável e harmonioso entre a saúde e o bem estar pessoal.

Nos últimos 10 anos, houve um aumento de quase 96% no número de pacientes em tratamento.

“Infelizmente o número de doentes renais crônicos deve aumentar. É que a diabetes, uma das causas mais frequentes da insuficiência renal crônica, vem crescendo no mundo todo”, afirmou Dr. Paulo Luconi*.

Os sintomas não são perceptíveis nos primeiros estágios da doença. Ou seja, a perda da capacidade e da função renal ocorre sem que o indivíduo saiba e o pior que é irreversível.

Os portadores de doenças crônicas muitas vezes, temem pela prática de exercícios físicos que possam agravar a doença.

Quem sofre de doenças crônicas costuma ter diversas dúvidas se pode ou não se exercitar. Diabéticos, hipertensos, asmáticos ou portadores de males degenerativos como Alzheimer e Parkinson nem sempre sabem que mexer o corpo pode ser parte do tratamento da patologia, desde que os exercícios sejam personalizados e voltados para as necessidades e limitações de cada paciente.

A prática por exercícios físicos não é apenas para manter o corpo em boa forma, mas melhorar a resistência e o bem estar daqueles que tornaram-se reféns das doenças sem cura. Médicos Cardiologistas afirmam que, dependendo de quais forem os problemas, as restrições existem, e jamais devem impedir as práticas das atividades físicas.

Para hipertensos, por exemplo, atividades com muito peso ou carga não são indicadas. Por isso, para cada caso, é preciso antes procurar um especialista.

De uma maneira geral, os exercícios aeróbicos, caminhadas, corrida e natação, são os mais recomendados. Já para os idosos, é importante também a musculação pois ela impede a atrofia muscular. Trinta minutos de atividades, três vezes por semana, trazem benefícios importantíssimos para a saúde, garantem os especialistas.

Fonte:

* Paulo Luconi – Médico nefrologista, coordenador do Serviço de Nefrologia e Transplante Renal e do Instituto de Urologia e Nefrologia do Hospital Bandeirantes (HB) São Paulo – SP.

www.revistavigor.com.br

Deixe seu comentário, vamos adorar conversar com você