O relacionamento entre o médico e o paciente

  • 0
  • 17 de novembro de 2016
o-relacionamento-entre-medico-e-paciente

O relacionamento interpessoal faz parte do dia a dia de qualquer ser humano e, por isso, é essencial que essas relações aconteçam de forma positiva e construtiva. Quando estes relacionamentos acontecem de forma unilateral, onde apenas uma das partes ganha, não é preciso nem mencionar os desconfortos e dificuldades que eles podem causar, não é mesmo? Com o relacionamento entre o médico e o paciente não é diferente.

Este relacionamento é uma interação que envolve confiança e responsabilidade. Caracteriza-se pelos compromissos e deveres de ambos, permeados principalmente pela honestidade e sinceridade. Dito isto, em que momento esta relação pode interferir no cotidiano de uma pessoa doente?

Quando um paciente chega a procurar um médico é porque certamente algo não anda bem com sua saúde, e, portanto, já carrega um certo nível de estresse pela incerteza do diagnóstico. Sendo assim, o paciente vê o médico como alguém que vai trazer a cura, a solução para o seu problema, e, quando este é resolvido, a gratidão é certa.

A visão do médico no relacionamento com o paciente

Para o médico é, às vezes, complicado manter um relacionamento profissional sem se envolver emocionalmente com o problema do paciente. O médico também tem família, muitas vezes tem dias exaustivos depois de noites de plantão e também fica doente. Para o médico entender o que o paciente passa é um pouco mais simples, já o contrário é quase sempre mais difícil.

Atendimentos robotizados acabam provocando uma tensão maior e podem gerar também insatisfações no atendimento. Por isso, o relacionamento entre o médico e o paciente deve ser o mais humanizado possível.

O que fazer para tornar mais fácil o relacionamento entre o médico e o paciente

O paciente precisa ser bem atendido por todos os motivos já citados neste artigo. O médico precisa então buscar recursos para que este atendimento seja o mais eficaz possível, já que ele está lidando com a vida do paciente. O tratamento deve ser mais humanizado, sem abrir mão da toda a modernidade e tecnologias à disposição destes profissionais. É preciso gostar de gente, resgatar a boa e velha conversa, criando também um ambiente agradável e propício para receber o paciente e interagir com ele

São diversas situações que influenciam este atendimento e, a melhor maneira de proporcionar ao paciente um atendimento de qualidade, é planejar e organizar as rotinas do consultório, de maneira que se possa realizar um serviço ágil, mas que não seja mecanizado.

Leia também: 5 vantagens de adquirir um software para consultórios médicos

Deixe seu comentário, vamos adorar conversar com você